Cinema em Casa: O Grupo Baader Meinhof

O filme captura muito da tensão histórica que existia nos anos 60 e 70 na Alemanha, focando-se no seu mais visível “fenômeno”, o auto-entitulado “Gangue Baader-Meinhof”, que também foi chamado, mesmo depois de Andreas e Ulrike, de RAF (Rote Armee Fraktion ou Facção do Exército Vermelho). Os confrontos entre os terroristas de esquerda e o estado Alemão, são contados por mutua propaganda, fazendo do filme uma história interessante e uma importante análise do confronto entre os limites da democracia liberal, e o flerte com atos terroristas violentos.

Com aproximadamente 2:30 hrs, o filme é focado em 3 figuras históricas:  Andreas Baader, Ulrike Meinhof e Gudrun Ensslin. Muito outros pesonagens aparecem e desaparecem, locações em 5 países diferentes dão uma visão da dimensão que alcançou o grupo. Fatos históricos contemporâneos ao filme são expostos no decorrer da trama, como a guerra do Vietnam, Massacre de Munique entre outros. O filme é interessante sem ser um filme de menino revolucionário chato do DCE.
Então se você me perguntar o que eu achei do contexto político…vou te responder que não estava lá na época ou que não estou vendo um copo de cerveja a minha frente pra discutir política.

Trailer do filme:

Título em Português: O Grupo Baader-Meinhof
Título Original: Der Baader-Meinhof Komplex
Diretor: Uli Edel
Genero: Drama
Elenco: Martina Gedeck , Moritz Bleibtreu, Johanna Wokalek, Nadja Uhl, Jan Josef Liefers, Bruno Ganz
Ano de Produção: 2008
Formato da Tela: 1.85 : 1
Cor: Cores
Som: Dolby Digital

, ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: